PS-M critica adiamento do ferry e acusa Governo Regional de ser incompetente

20 Mar 2018 / 21:34 H.

O Partido Socialista-Madeira criticou, hoje, o novo adiamento do prazo para o concurso público para a ligação ferry entre a Madeira e o continente.

No final da reunião da Comissão Política do partido, que decorreu ao início da noite de hoje, Emanuel Câmara deu conta da “desilusão enorme” entre os socialistas, a qual também se alastra a todos os madeirenses e porto-santenses, por verem “mais uma vez um Governo Regional que não consegue resolver um problema que foi assumido quando Miguel Albuquerque ganhou as eleições”, já lá vão três anos. A verdade, lamentou o responsável, é que “este problema voltou a ser adiado”.

O líder do PS-M sustentou que este é um governo que já demonstrou em todas as áreas ser de uma “incompetência tremenda”. “Estamos a falar da saúde, da educação, do ambiente, de uma série de dossiês que são da responsabilidade única e exclusiva do Governo Regional, que, mais uma vez, não só demonstrou não ter capacidade para os resolver, como também, naquilo que prometeu aos madeirenses e porto-santenses, como foi o caso do ferry, mais uma vez há um adiamento”, criticou Emanuel Câmara, vincando que o Executivo “está a demonstrar que, além de ser um governo incompetente, é um governo adiado”.

Por outro lado, Emanuel Câmara deu conta das Jornadas Parlamentares do PS-M, que irão realizar-se entre os próximos dias 23 e 25 deste mês, no Porto Santo. Durante este fim de semana, serão discutidos temas importantes para aquela ilha e para toda a Região Autónoma, nomeadamente o Turismo, o Desenvolvimento e Coesão Regional e o Quadro Comunitário Portugal 2030. De salientar que esta iniciativa contará com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, que vem falar do próximo Quadro Comunitário de Apoio.

Emanuel Câmara sublinhou que, além do encontro dos parlamentares, dos autarcas e do secretariado do partido, este será também um fim de semana para estar em contacto com a população local.

Tópicos

Outras Notícias