‘Lidar com a Pessoa com Demência: Alimentação’

Workshop é promovido pela Delegação da Madeira da Alzheimer Portugal

20 Fev 2018 / 18:11 H.

Destinado a cuidadores familiares, ‘Lidar com a Pessoa com Demência: Alimentação’ é nome do workshop promovido pela Delegação da Madeira da Alzheimer Portugal que se realiza neste final de tarde.

Até às 21 horas irá abordar-se a alimentação e demência, a importância de uma alimentação equilibrada, as causas de problemas alimentares e os cuidados na alimentação.

Gonçalo Fernandes, responsável pela Delegação da Madeira, explicou esta tarde a importância dos cuidados a ter na alimentação do doente de Alzheimer.

Além dos cuidados a ter na confecção da refeição, que deve privilegiar sempre uma alimentação saudável, porque esta também trás benefícios para as pessoas com demência, Gonçalo Fernandes destaca a importância do cuidador estar atento aos pormenores revelados pela pessoa com demência de modo a poder dar a resposta mais adequada.

“O cuidador tem de ter atenção à pessoa com demência, porque esta pode ter diversas dificuldades, desde o esquecer-se de se alimentar por pensar que já comeu sem o ter feito, pode também estar a querer comer mesmo já depois de ter terminado a refeição porque entretanto já não se lembra que comeu”, começa por apontar. Outros pormenores que também requerem atenção “é tentar perceber porque é que a pessoa pode estar com dificuldade em alimentar-se, que tanto pode ser devido a alguma doença ou, simplesmente, por não gostar da comida. Também pode ser por dificuldades na deglutição e não conseguir mastigar, problemas odontológicos ou mesmo por estar agitada”, acrescenta o psicólogo.

Reafirma por isso a importância do cuidador estar atento a esses pormenores de modo a poder dar uma resposta adequada ao doente de Alzheimer e fazer com que este se alimente correctamente.

Na próxima semana haverá novo workshop, desta feita sobre ‘Doença de Alzheimer e outras Demências’.

O responsável pela Delegação da Madeira da Alzheimer Portugal estima que haja na Região “entre dois a três mil doentes com Alzheimer”.

Outras Notícias