FIFA e Conselho da Europa unidos para valorizar futebol e erradicar seus males

Mundo /
11 Jan 2018 / 03:34 H.

A FIFA e o Conselho da Europa vão assinar no fim de 2018 um “memorando de entendimento” de cooperação na promoção dos direitos humanos, boa governança e luta contra males como o doping, violência e jogos viciados.

“Parece-me claro que a FIFA e o Conselho da Europa partilhem muitos objectivos comuns”, justificou o presidente da FIFA, Gianni Infantino, após a reunião mantida em Estrasburgo, França, no organismo europeu.

O secretário geral do Conselho da Europa, Thorbjorn Jagland, entende que os convénios da instituição sobre o desporto “vão mais além da Europa, já que muitos outros países manifestaram o seu interesse em unir-se” à missão das duas instituições.

Após estabeleceram um programa de colaboração, os dois responsáveis destacaram a importância dos convénios do Conselho da Europa relativos ao desporto.

Estão, nesta categoria, a luta contra a violência nos jogos de futebol (1985), contra o doping (2002), contra os jogos combinados (2014) e a segurança nos jogos de futebol (2016), que substitui o primeiro.

“Uma cooperação mais estreia com a FIFA ajudará a promover o respeito pelos direitos humanos e no desporto na Europa e em todo o Mundo”, acrescentou Thorbjorn Jagland.

O dirigente considerou ainda que “os benefícios do desporto podem ser usufruídos por todos” e realçou “o papel do desporto na sociedade, como por exemplo no impulso da integração”, algo que entende não dever ser “subestimado”.