Restaurados painéis de azulejos de estações ferroviárias num investimento de 150 mil euros

23 Jul 2019 / 03:50 H.

A empresa Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou a conclusão de um conjunto de trabalhos de conservação e restauro de painéis de azulejos em várias estações ferroviárias, num investimento “na ordem dos 150 mil euros”.

As intervenções de conservação “revestem-se de extrema importância na sua salvaguarda, recuperação e valorização deste importante património público ferroviário”, avançou a empresa, indicando que os trabalhos decorreram em várias estações ferroviárias, nomeadamente nas estações de Mafra, Outeiro, Bombarral, Óbidos, Caldas da Rainha, Valado e Leiria, na Linha do Oeste, nas estações de Nelas e Canas-Felgueira, na Linha da Beira Alta e na Estação de Alcântara-Terra, na Linha de Cintura.

De acordo com a IP, os conjuntos azulejares intervencionados encontravam-se em relativo bom estado de conservação, identificando-se como principal problema “a perda de aderência à argamassa de assentamento, havendo nalguns casos risco iminente de queda, razão pela qual estas intervenções foram definidas”.

No âmbito da estratégia de preservação do património público ferroviário, os trabalhos desenvolvidos contemplaram a remoção de azulejos em destacamento, a limpeza de face nobre e tardoz, execução de preenchimentos e reintegrações cromáticas, a cozedura de azulejos existentes para irradiação de algas (estação ferroviária de Alcântara-Terra), o tratamento do suporte, a colagem, consolidações e refechamento de juntas.

“Os trabalhos foram integralmente materializados com recurso a mão-de-obra especializada e representaram um investimento global na ordem dos 150 mil euros”, indicou a empresa.

Tópicos

Outras Notícias