Rendas mais baixas livres de IRS, diz Correio da Manhã

Entre as notícias principais está também a do aumento da criminalidade entre as crianças e jovens e a da mobilização dos meios de socorro para gravar telenovela

23 Mai 2019 / 09:54 H.

Casas de renda barata livres de IRS, faz manchete hoje no Correio da Manhã. Preços 20% abaixo do preço de mercado dão bónus. O Governo tem 30 dias para criar portarias que definem os valores máximos. Na foto, o casal Casillas, ele teve enfarte e ela luta contra um cancro. “Casal vive dias de pesadelo”.

Indisciplina, droga e álcool. Comportamentos perigosos de crianças e jovens aumentam, alerta o Diário de Notícias, na manchete da edição. Há mais mulheres no Parlamento Europeu, mas ainda são poucas.

O aumento do consumo de drogas e crimes entre crianças e jovens também tem lugar no JN, mas em pequena chamada. O jornal coloca em garrafais a notícia de que a Protecção Civil vai mobilizar meios para recriar fogo para telenovela. Bombeiros, Instituto Nacional de Emergência Médica e Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro serão envolvidos nas gravações. “Comando nacional valida deslocação em época de risco”, acrescenta. A imagem grande é para a sondagem da Pitagórica sobre as Europeias, com o PS à frente. “Rui Rio e Assunção Cristas penalizados pela crise do tempo se serviço dos professores”, conclui o jornal.

Há 230 pedidos de pré-reforma de professores sem luz verde, põe em maior o jornal Público. Ministério da Educação justifica demora com falta de orientações do Ministério das Finanças. Em grande na imagem, a greve dos jovens pelo clima. Rio não sai se tiver mau resultado nas eleições europeias, avança também o matutino.

No i, uma entrevista de fundo sobre o alojamento local com Eduardo Miranda, presidente da Associação de Alojamento Local. “Turistas de pé descalço? Até parece que os tirámos da selva”, cita o jornal o entrevistado. Na primeira também a reportagem em Manique onde morreu num acidente de viação a criança de onze anos que viajava na bagageira do carro. Os moradores falam de uma família “séria”. “Quem nunca errou que cuspa para o ar”, cita ainda o jornal. 60 mil crianças foram acompanhadas em 2018 pelas comissões de Protecção de Menores.

No Negócios, o PS quer aprovar já o direito a desligar. O PSD acha difícil e o PCP e o BE não apoiam. O presidente do Instituto Nacional de Estatística diz que os censos de 2021 serão provavelmente os últimos.

“O discreto rei do luxo” assim titula a revista Visão o trabalho com Miguel Guedes de Sousa, marido de Paula Amorim, a mulher mais rica de Portugal. A reportagem fala do “império” que está a construir. Ainda umas páginas para saber como são as bibliotecas dos escritores.

Na Sábado, o tema principal são as melhores ruas para viver em Lisboa e no Porto, as ruas “onde pode ser feliz”. Tem também espaço para falar do caso do empresário madeirense: “Joe Berardo e o grupo que fez o assalto ao poder no BCP”.

Nos desportivos, Vendel está em todos e não por boas razões. Apanhado a conduzir sem carta e em contramão, não vai ficar de fora da final da Taça de Portugal, no Jamor, diz a Bola que titula “Sem castigo”. A vitória do FC Porto no Hóquei em patins também merece capa nos três diários.

O Record veste-se de vermelho para falar das aspirações do Benfica. “Quer muito mais”. Na primeira de O Jogo Danilo garante “A festa será azul e branca”.

Outras Notícias