Lar de Vila Real com oito mortes associadas à covid-19

09 Abr 2020 / 16:41 H.

O responsável pelo Lar Nossa Senhora das Dores, Vila Real, disse hoje que os idosos residentes vão começar a regressar “muito em breve” à instituição e que o número de mortes associadas à covid-19 é de oito.

Eugénio Varejão, presidente do conselho de administração da instituição, referiu hoje à agência Lusa que morreram oito utentes da instituição que estavam infectados com o novo coronavírus, apontando que a maioria deles tinha mais de 90 anos e outras patologias associadas.

O Lar Nossa Senhora das Dores, localizado no centro da cidade, foi evacuado na noite de 28 para 29 de Março, depois de terem sido detectados 72 residentes com covid-19.

Nessa altura, foram transferidos 53 utentes para o Trofa Saúde Hospital, localizado em Vila Real, e o edifício foi descontaminado pelo Exército.

Com a evacuação do lar, os funcionários, a maioria também com coronavírus, foram para isolamento, o que levantou um problema de falta de recursos humanos.

Eugénio Varejão explicou que, ao longo desta semana, foi constituída uma equipa de 38 colaboradores que irá ter formação sobre a utilização dos equipamentos de protecção e que estará a trabalhar a partir de segunda-feira.

A equipa poderá ser reforçada, visto que hoje se realizaram mais entrevistas.

O objectivo, segundo o responsável, é que os residentes possam começar a regressar “muito em breve” ao lar.

Eugénio Varejão referiu que, relativamente aos recursos humanos, a saúde é a área em que há mais dificuldades em contratar e ressalvou que o lar terá que garantir profissionais quer na instituição quer no hospital privado, enquanto lá estiverem residentes.

Devido à cadeia de contacto identificada no Lar de Nossa Senhora das Dores, a câmara accionou no dia 24 de março o plano de emergência municipal.

O presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos, disse, na semana passada, que à volta desta cadeia de contacto foram infectadas “cerca de 100 pessoas”.