Adolfo Mesquita Nunes demite-se de vice-presidente do CDS-PP

18 Mar 2019 / 20:50 H.

O vice-presidente do CDS-PP Adolfo Mesquita Nunes demitiu-se da direção nacional, mas vai manter-se na coordenação do grupo de trabalho para fazer o programa eleitoral do partido, afirmou hoje à Lusa fonte centrista.

A notícia da demissão foi avançada hoje pela edição ‘on-line’ do Expresso, que explica decisão com o facto de Mesquita Nunes ter aceitado um cargo de administrador não executivo na Galp.

Apesar da saída, em abril, o ex-secretário de Estado do Turismo, no anterior Governo PSD/CDS, vai continuar a coordenar o trabalho para elaborar o programa eleitoral que o partido levará às legislativas de outubro, segundo uma fonte do partido.

O Expresso cita a carta de demissão do agora ex-vice-presidente em que este justifica a decisão como uma opção pela carreira profissional, em detrimento da atividade política.

Em declarações ao jornal, a líder do CDS, Assunção Cristas, afirmou já lamentar mas compreender a saída de seu ‘vice’ e sublinhou que não se trata de uma incompatibilidade, mas sim de uma opção pessoal.

Outras Notícias