Governo francês satisfeito por evitar excessos dos “coletes amarelos”

23 Mar 2019 / 20:33 H.

O governo francês congratulou-se hoje por ter conseguido evitar “excessos” no 19.º dia de protestos dos “coletes amarelos”, em Paris, ao contrário do que aconteceu há uma semana nos Campos Elísios.

“Hoje aplicaram-se as medidas corretas e os resultados estão à vista”, salientou o ministro francês do Interior, Christophe Castaner, numa declaração à imprensa a partir da sede do ministério.

O governo pretendeu assinalar que corrigiu os erros na estratégia de manutenção da ordem pública aos quais atribuiu o descontrolo que permitiu, em 16 de março, que centenas de desordeiros causassem danos a centenas de estabelecimentos na avenida dos Campos Elísios.

Castaner disse que 40.500 “coletes amarelos” se manifestaram em França, um número superior aos 32.000 do passado sábado. Em Paris manifestaram-se cerca de 5.000 pessoas.

O movimento dos “coletes amarelos” contabilizou um total 127.212 manifestantes.

O ministro adiantou que foram feitas, em todo o país, 233 detenções e outras 107 pessoas foram multadas por se concentrarem, em cerca de 15 cidades, em zonas onde as manifestações tinham sido proibidas para evitar cenários de vandalismo e pilhagem como os que se verificaram nos Campos Elísios.

Foram também feitos 8.645 controlos preventivos.

O governante insistiu que as manifestações para as quais foi solicitada autorização decorreram tranquilamente, na sua maioria, e que “foi possível prevenir as numerosas tentativas de violência e pilhagens”.

Para o conseguirem, foram mobilizados 65.000 polícias. Um agente sofreu uma paragem cardíaca na Praça da República, em Paris, e teve de ser retirado em estado muito grave.

Outras Notícias