Duas agressões em Berlim contra criança e adolescentes imigrantes

Berlim /
10 Fev 2019 / 16:17 H.

A polícia de Berlim investiga dois casos de agressões alegadamente xenófobas contra uma menina de 12 anos e duas adolescentes de 15 e 16, todas imigrantes muçulmanas, noticiou hoje a imprensa alemã.

Num dos casos, ocorrido sexta-feira ao fim da tarde no bairro de Marzhan, no leste da capital alemã, um desconhecido agrediu com socos na cara duas sírias de 15 e 16 anos, fugindo depois do local.

Segundo a polícia, o homem “insultou as duas raparigas com comentários contra estrangeiros” antes de as agredir.

As raparigas foram assistidas num hospital.

No outro caso, ocorrido também na sexta-feira ao fim da tarde, mas no bairro de Neukölln, no sul de Berlim, uma mulher não identificada tentou arrancar o lenço a uma menina de 12 anos, puxando-lhe os cabelos e gritando insultos xenófobos, segundo a polícia.

A agressora terá também ameaçado a rapariga com spray de pimenta e “tentou várias vezes picá-la com uma seringa que parecia conter sangue”, segundo um comunicado da polícia.

A mulher fugiu do local antes da chegada da polícia.

O discurso anti-imigração cresceu consideravelmente na Alemanha depois da decisão da chanceler alemã, Angela Merkel, de acolher refugiados no pico da crise migratória na Europa de 2015.

Em 2015 e 2016, cerca de um milhão de refugiados, provenientes principalmente da Síria, Iraque e Afeganistão, chegaram ao país.