MNE alemão e português depositam coroa de flores no local do acidente

18 Abr 2019 / 20:12 H.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros português e alemão visitaram hoje o local do acidente que vitimou 29 pessoas na quarta-feira, no Caniço, na ilha da Madeira, onde depositaram duas coroas de flores.

O ministro alemão, Heiko Mass, depositou uma coroa feita com rosas brancas e antúrios junto às grades que estão colocadas na beira da estrada onde o autocarro caiu.

Foi também colocada uma coroa de açucenas, rosas e orquídeas, todas brancas, oferecida pelo município de Santa Cruz, concelho onde ocorreu o acidente.

Depois de terem saído do Aeroporto da Madeira -- Cristiano Ronaldo, poucos minutos depois das 19:00, a comitiva deslocou-se até ao local do acidente onde chegou às 19:15.

O momento de deposição de flores foi marcado por um minuto de silêncio que os presentes cumpriram e por alguma confusão entre as dezenas de jornalistas portugueses e estrangeiros que faziam a cobertura.

Depois, o chefe da diplomacia alemã falou na sua língua materna para os jornalistas alemães presentes, enquanto o ministro português, Augusto Santos Silva, disse que as relações entre os dois países vão continuar “excelentes” como têm sido.

Santos Silva enalteceu ainda o socorro prestado às vítimas, afirmando que “o primeiro socorro foi excecionalmente eficaz”, tendo chegado ao local “menos de 30 minutos depois do acidente”.

“Na primeira hora e meia, todas as vítimas foram encaminhadas para o hospital”, acrescentou.

Os ministros seguiram depois para o Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde chegaram pelas 19:45, para visitar as 19 vítimas do acidente que permanecem internadas.

Pelo menos 29 pessoas morreram no acidente com um autocarro que transportava turistas alemães, no Caniço, concelho de Santa Cruz, na quarta-feira à tarde.

As vítimas mortais, 11 homens e 18 mulheres, são todas de nacionalidade alemã.

Uma das vítimas morreu no hospital central do Funchal, onde deram entrada 28 feridos, dois dos quais portugueses -- o condutor e a guia.

Segundo um balanço feito hoje de manhã pelo Serviço Regional de Saúde, oito vítimas tiveram alta e 19 permaneciam no hospital.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e o vice-presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado, garantiram hoje que os dois feridos portugueses no acidente com um autocarro turístico na Madeira “estão estáveis” e não há vítimas em risco de vida.

Outras Notícias