Quanto mais me bates...

10 Nov 2018 / 02:00 H.

    Todos assistimos indignados ao vídeo amador, amplamente divulgado nas redes sociais, onde se vê uma mulher caída no chão a gritar toda ensanguentada. Para meu espanto, a vítima em vez de denunciar o agressor contradiz as testemunhas oculares, alegando ter sofrido uma queda acidental.

    Tudo se resume ao velho, mas sempre actual, ditado “quanto mais me bates, mais gosto de ti.”

    Infelizmente, muitas mulheres consentem e mantêm relacionamentos abusivos. Submetem-se e assujeitam-se a agressões físicas, verbais ou psicológicas que afrontam a sua dignidade e auto-estima na esperança de que por trás de um monstro exista um príncipe perfeito, e vivem um inferno de Dante para sempre. O amor é lindo! E cego.

    Eu, como Jean-Paul Sartre, “detesto as vítimas quando elas respeitam os seus carrascos.”

    Cíntia Fernandes

    Outras Notícias