Oliveirense vence por 2-1 e condena Arouca à descida de divisão

19 Mai 2019 / 17:36 H.

O Arouca desceu hoje ao Campeonato de Portugal, depois de perder 2-1 em casa da Oliveirense, na 34.ª e última jornada da II Liga portuguesa de futebol, um resultado que permitiu também a manutenção aos oliveirenses.

A formação de Pedro Miguel adiantou-se no marcador por Paraíba, aos 14 minutos, enquanto a de Quim Machado chegou à igualdade por Massaia, aos 28. Na segunda parte, Agdon marcou aos 57, o que, aliado á vitória do Varzim diante da Académica, condenou os arouquenses à descida de divisão.

Depois de duas grandes oportunidades para o Arouca, a Oliveirense adiantou-se no marcador graças a um desarme de Agdon a Ericson, com a bola a rolar para os pés de Paraíba, que, a 25 metros da baliza, ‘disparou’ sem hipótese de defesa para Stefanovic.

O brasileiro ficou perto de repetir a proeza pouco depois, mas o desvio nos centrais levou a bola para fora do campo. O Arouca viria a igualar a partida na marcação de um pontapé de canto, cobrado por Bukia, em que Massaia se antecipou à defesa e cabeceou forte para o fundo das redes.

Na segunda parte, o jogo recomeçou a meio gás até aos 57 minutos, num pontapé de canto batido à maneira curta, Sérgio Ribeiro levantou para o primeiro poste, onde apareceu Agdon, que desviou de cabeça para o golo.

O Arouca procurou o golo do empate e, num contra-ataque, Lumu surgiu na grande área, tirou Ricardo Tavares da frente, mas o defesa ainda conseguiu colocar o pé à frente do remate do avançado e desviar para canto.

O golo do Varzim diante da Académica ecoou em Aveiro, o que ditava a descida de divisão do Arouca, evitável apenas com uma reviravolta no resultado, mas a ansiedade arouquense levava a melhor sobre os jogadores, como comprovou o cartão vermelho direto mostrado ao recém-entrado Willian, depois de uma entrada dura sobre Marcos Júnior.

Em tempo de desconto, Bruno Alves ficou perto de empatar a partida, mas o remate saiu desviado. No seguimento da jogada, Marcos Júnior saiu em contra-ataque de dois contra um, cruzou rasteiro para Fati, mas o guineense não conseguiu bater Stefanovic, quando os adeptos já se preparavam para festejar.

Jogo realizado no Estádio Municipal de Aveiro.

Oliveirense -- Arouca: 2-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Paraíba, 14 minutos.

1-1, Massaia, 28.

2-1, Agdon, 57.

Equipas:

- Oliveirense: Coelho, Alemão, Wellington, Sérgio Silva, Ricardo Tavares, Filipe Gonçalves, Paraíba (Godinho, 90+1), Diogo Clemente, Sérgio Ribeiro (Marcos Júnior, 75), Agdon (Mathaus, 86) e Fati.

(Suplentes: Kadu, Mathaus, Godinho, Marcos Júnior, Oliveira, Erick Moreno e João Graça).

Treinador: Pedro Miguel.

- Arouca: Stefanovic, Thales, Massaia, Pedro Pinto, Kiko (Willian, 66), Ericson (Bruno Alves, 61), Soares, Adílio (Lumu, 61), Bukia, Fábio Forte e Malele.

(Suplentes: Rui Vieira, Benny, Bruno Alves, Didi, Baba, Willian e Lumu).

Treinador: Quim Machado.

Árbitro: Rui Costa (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Pedro Pinto (25), Ericson (46), Kiko (55), Wellington (59), Soares (62), Willian (76) e Diogo Clemente (88). Cartão vermelho direto para Willian (84).

Assistência: 917 espetadores.

Outras Notícias