Galeria Marca de Água e ISAL assinalaram Dia Internacional dos Museus

20 Mai 2019 / 14:10 H.

A Galeria Marca de Água e o Instituto Superior de Administração e Línguas (ISAL), assinalaram a 16 e 17 de Maio, respetivamente, o Dia Internacional dos Museus, que se comemorou sábado, 18 de Maio.

Numa partilha de sinergias promovida por Diogo Goes, curador residente na Marca de Água e professor convidado na instituição de ensino superior, ambas as instituições realizaram uma tertúlia e um seminário, tendo como protagonistas a pintora Filipa Venâncio e o jovem realizador André Moniz Vieira.

A tertúlia realizada na galeria Marca de Água, contou com a moderação do professor da Universidade da Madeira, Vitor Magalhães, diretor da Licenciatura de Artes Visuais, ao qual se juntaram os respetivos artistas, refletiu sobre vários assuntos da História da Arte, estabelecendo uma íntima relação com a exposição ‘Playground’, de Filipa Venâncio, patente nesta galeria, e a curta-metragem ‘Dada’, de André Moniz Vieira e Alex Vieira, tendo recebido uma grande afluência de público nomeadamente, alunos da Universidade da Madeira, do ISAL e da Escola Secundária Francisco Franco.

Já o ISAL recebeu, na passada sexta-feira, um seminário a cargo de Marisa Santos, em representação da Direção Regional da Cultura; Carla Gouveia, responsável pelo Museu Cidade do Açúcar, em representação da Câmara Municipal do Funchal, e Diogo Goes, do ISAL, além de Filipa Venâncio e André Moniz Vieira, numa partilha de sinergias entre a Marca de Água e aquela instituição. O seminário foi moderado por Sancha de Campanella, Vice-Diretora Geral do ISAL e teve por base “os diferentes paradigmas das práticas museológicas, propondo uma abordagem sobre a redefinição do ‘lugar’ do museu, fora do seu espaço físico, numa sociedade tecnológica hipermediatizada, e cada vez mais impessoal”, refere nota facultada pela Galeria.

Ambas iniciativas acompanharam o tema ‘Museus como plataformas culturais. O futuro da tradição’, lançado pelo ICOM Portugal e Direção Geral do Património Cultural.

No ano em que o ISAL comemora o seu trigésimo aniversário e a Galeria Marca de Água celebra o seu segundo aniversário, as ambas instituições irão celebrar um protocolo de doação de acervo documental e bibliográfico, que contempla um coleção de livros e catálogos de grandes exposições, para que os alunos possam ter maior acesso ao universo da arte contemporânea.

Esta é mais uma iniciativa que vai ao encontro da premissa de responsabilidade social de ambas instituição, que tem vindo a desenvolver uma contínua abertura à comunidade onde se inserem.

Outras colaborações com mais instituições de ensino, estão a ser preparadas.