Ventos fortes cancelam 28 voos do Aeroporto da Madeira Cristiano Ronaldo

07 Fev 2018 / 22:17 H.

As más condições atmosféricas no Aeroporto da Madeira Cristiano Ronaldo causaram hoje 28 cancelamentos (chegadas e partidas) tendo aterrado apenas o avião cargueiro e o Aerovip (dois voos) que faz as ligações regulares entre Porto Santo e Funchal.

Entretanto, a TAP Air Portugal informou que pretende enviar, na quinta-feira, dois aviões A330 para escoar os passageiros que ficaram hoje retidos no aeroporto da Madeira devido ao mau tempo, disse fonte da transportadora.

“Amanhã [quinta-feira] à tarde vamos ter dois A330 (longo curso em vez dos habituais de médio curso, mais pequenos) para transportar para Lisboa os passageiros que estão retidos no Funchal devido ao mau tempo. Assim as condições meteorológicas o permitam”, afirmou à Lusa a mesma fonte daquela companhia.

Devido ao vento forte, o movimento no Aeroporto da Madeira - Cristiano Ronaldo esteve hoje condicionado, tendo aterrado apenas três aeronaves - um avião cargueiro e dois da Aerovip que assegura as ligações aéreas com a ilha do Porto Santo.

A TAP cancelou hoje 14 ligações (sete partidas e sete chegadas) com a Madeira.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou o arquipélago da Madeira sob aviso laranja (o segundo mais grave) até às 06:00 de quinta-feira devido às previsões de vento forte, com rajadas de 120 a 130 quilómetros, e agitação marítima, com ondas até dos 6,5 metros na costa norte.

A capitania do Porto do Funchal prolongou o aviso de mau tempo para os mares da Madeira até às 18:00 de quinta-feira, recomendando que as embarcações regressem aos portos de abrigo.

O site da Porto Santo Line informa, por seu lado, que o navio Lobo Marinho realiza quinta-feira a sua ligação com a ilha do Porto Santo, mas, em vez de sair às 08:00 horas, sairá pelas 10:30 horas devido às más condições meteorológicas.

Também se verificou a queda de granizo nos pontos altos da Madeira, um cenário que faz convergir muitas pessoas para as serras da ilha.

Por esta razão, a direção regional das Estradas da Madeira informou estarem encerradas as estradas de acesso, nomeadamente a regional 103, entre a Ribeira das Cales e o Poiso, a 202 que liga o Poiso ao Pico do Areeiro, e a 203, das Carreiras no troço entre o sul do Montado do Pereiro e o Poiso

Durante o dia, as corporações de bombeiros do Funchal e de Câmara de Lobos foram chamadas sobretudo para situações de queda de árvores, remoção de placas de zinco e tapa-sóis, ocorrências que não provocaram qualquer tipo de feridos.