Mau tempo cancela 30 voos de e para a Madeira

Primeiros voos da manhã desta quinta-feira foram cancelados

08 Fev 2018 / 04:11 H.

As más condições atmosféricas no Aeroporto da Madeira Cristiano Ronaldo causaram ontem 28 cancelamentos (chegadas e partidas), mas com repercussões na programação desta quinta-feira, já que os dois primeiros voos da manhã, com destino a Lisboa e Porto, respectivamente, estão também cancelados, porque as aeronaves que deveriam assegurar estas ligações ficaram retidas no Continente. Contas feitas, são 30 as ligações canceladas devido ao vento muito forte, que já esta noite chegou a atingir rajada de 125 km/h, registada pela estação do IPMA que se encontra colocada na torre de controlo do aeroporto madeirense.

Esta quarta-feira só conseguiram aterrar na Madeira o pequeno avião da Aerovip, que assegura a ligação inter-ilhas (realizou dois voos em ambos os sentidos) e o avião cargueiro.

Além destes pequenos aviões, apenas um voo da TAP partiu esta 4ª feira da Madeira (6h31).

De resto, nenhuma das 15 chegadas programadas para hoje com aviões de médio curso não se concretizaram. De manhã ainda foram vários os aviões que se aproximaram da ilha, mas viram-se obrigados a voltar para trás, uns regressaram à procedência, outros divergiram para aeroportos mais próximos, como foi o caso do Porto Santo. Já esta noite a easyJet foi a única a arriscar fazer o voo para a Madeira, mas a ousadia não foi bem sucedida, com a aeronave a ter de regressar à capital portuguesa.

Na programação desta quinta-feira, segundo informação do Aeroporto da Madeira, há já 8 voos cancelados (5 partidas e 3 chegadas). Dois destes voos seriam os primeiros a levantar voo ainda de madrugada, anulados porque não há aviões na pista em Santa Cruz. Há outros quatro voos operados pela TAP Air Portugal que foram anulados, ao início da tarde e ao início da noite, mas nestes casos tudo indica que estas ligações ficam ‘protegidas’ pelos dois aviões A330 que esta quinta-feira virão à Madeira para ajudar a escoar os passageiros que ficaram retidos nos aeroportos, da Madeira e de Lisboa, devido ao mau tempo na Região.

Outras Notícias