Mais de mil alunos do Funchal foram hoje ao Parque Ecológico

21 Mar 2018 / 20:26 H.

A Câmara Municipal do Funchal terminou hoje, no Dia Mundial da Árvore e da Floresta, um programa de actividades dirigido ao público escolar no Parque Ecológico do Funchal, que começou no passado dia 12, com o objectivo não só de assinalar esta data, como de sensibilizar para a importância da floresta na sustentabilidade do ambiente terrestre. A Vereadora Idalina Perestrelo esteve presente no encerramento desta Semana da Árvore 2018, um programa que contou com 15 iniciativas originais e bateu o recorde de participação, passando pela primeira vez a fasquia dos 1.000 participantes.

A autarca, que tem o pelouro do Ambiente na CMF, sublinhou que, ao longo dos últimos anos, “o atual Executivo tem vindo a apostar num reforço da Educação Científica e Ambiental, com um grande empenho na realização de novas actividades, dirigidas aos diferentes públicos” e fez um balanço muito positivo desta Semana da Árvore, “com 32 instituições participantes e um total de 1040 alunos, o que foram recordes absolutos e tornaram todo o nosso trabalho de preparação e operacionalização ainda mais recompensador. Só temos elogios a fazer à resposta do público escolar a esta iniciativa.”

A Vereadora concluiu que “a Câmara Municipal do Funchal está no terreno em todas as frentes, quer com um reforço da aposta em termos de sensibilização, quer com uma intervenção duradoura, responsável e bem planeada, que vai contribuir para o futuro que todos os funchalenses querem para o nosso Parque Ecológico”, e recordou a apresentação, no ano passado, do Plano de Gestão Florestal (PGF) do Parque Ecológico do Funchal, um documento orientador com duração prevista até 2040, e ainda a reflorestação em larga escala do Parque, que começa este ano e vai abranger mais de 400 hectares, e a recuperação de 12,8km de trilhos, considerando-as medidas estruturantes da acção municipal.

Outras Notícias