Aldeia de Natal já abriu no Funchal

07 Dez 2017 / 18:04 H.

A segunda edição da Aldeia de Natal, na Praça do Município, já abriu para gáudio das centenas de crianças que não quiseram perder a chegada do Pai Natal.

Numa parceria entre a Câmara Municipal do Funchal e a ACIF, Paulo Cafôfo salientou que esta iniciativa “vem tornar esta época muito especial”, dado que a autarquia notava “que a cidade não tinha nenhum espaço para as crianças”, ainda para mais quando “toda esta magia é acima de tudo vivida muito intensamente” pelos mais novos.

“Não quisemos recriar aqui aquilo que já existe, como as barraquinhas de comes e bebes, quisemos criar um espaço que fosse de entrar num outro Mundo, que as crianças se pudessem divertir e absorver aquilo que é o espírito natalício na sua maior pureza”, disse o presidente da CMF.

A aldeia ficará até ao dia dos Reis e Paulo Cafôfo espera “que os pais e crianças venham aqui usufruir de forma gratuita de todo o espaço”, aproveitando a oportunidade para relembrar a estratégia de tornar “esta praça um local de sociabilidade, permanência e contemplação”, sendo que essa ideia “passará por uma intervenção urbanística”, tal como já foi anunciada, “com as obras que se vão realizar aqui no próximo ano”.

Já Cristina Pedra, presidente da ACIF, realçou a “excelência” da Aldeia de Natal, destacando que “para além do aspecto lúdico haverá a vertente comercial”, em que as empresas aderentes vão oferecer vales que poderão ser colocados numa tômbola que oferece “muitos prémios” em dois sorteios a ser realizados, um no início deste mês e outro a 22 de Dezembro.

Contar histórias às crianças, iniciativas desportivas e culturais são o principal chamariz para a Praça do Município, numa parceria em que “mais de três dezenas de comerciantes aderiram”, avançou Cristina Pedra. Os prémios variam entre Playstations, telemóveis ou brinquedos, todos eles direccionados aos mais novos.

Outras Notícias