Primeiro-ministro grego tem como prioridade corte de impostos, atracção de emprego e combate ao crime

21 Jul 2019 / 01:22 H.

O novo primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, afirmou hoje que cortar impostos, atrair empregos e combater o aumento do crime estão no topo das suas prioridades.

Mitsotakis anunciou que vai aplicar de imediato a redução de impostos sobre a propriedade, na abertura de um debate parlamentar de três dias sobre a declaração política do seu novo Governo conservador.

O chefe de Governo grego disse ainda que vai manter as metas fiscais exigidas pelos credores que o Executivo de esquerda anterior acordou em cumprir, incluindo um “excessivo” excedente orçamental primário equivalente a 3,5% do produto interno bruto (PIB), acrescentando que irá tentar negociar novos termos no próximo ano.

Prometeu abolir leis que permitem libertar mais cedo da prisão criminosos condenados e terroristas, e restabelecer as prisões de máxima segurança que o Governo anterior aboliu.

No que respeita ao acordo assinado com a Macedónia do Norte, que pôs fim a décadas de conflito sobre o nome deste último país, Mitsotakis afirmou que vai “aliviar [os seus] efeitos negativos”, nomeadamente protegendo os rótulos de “Macedónia” de produtos produzidos na província grega da Macedónia.

O novo primeiro-ministro limitou as suas críticas ao seu antecessor ao mínimo, afirmando: “Não somos inimigos, não procuramos a morte política um do outro. A era da raiva, da recriminação acabou”.

Regozijou-se pela ausência no Parlamento daquilo que classificou de “repulsiva entidade nazi”, numa alusão ao partido da extrema-direita e anti-imigração Aurora Dourada, que por pouco não atingiu os 3% requeridos para ter assento parlamentar.

Outras Notícias