Polónia reforça medidas para combater propagação

24 Mar 2020 / 15:25 H.

A Polónia seguiu hoje o exemplo da Alemanha proibindo a concentração de mais de duas pessoas na via pública e limitou rigorosamente os deslocamentos para lutar contra a propagação do novo coronavírus.

“Tomamos esta decisão para ganhar tempo”, declarou o primeiro-ministro Mateusz Morawiecki, numa conferência de imprensa.

“Ganhamos tempo para todos, para melhor preparar os serviços médicos, para preparar novos locais, novos hospitais (...) para o caso do pior cenário se tornar realidade”, adiantou.

As deslocações devem reduzir-se ao trajeto casa-trabalho, às saídas para as compras de primeira necessidade ou devido a motivos de saúde.

As autoridades limitam a duas pessoas, exceto no caso de famílias, a possibilidade de qualquer concentração. No caso de acontecimentos religiosos, missas ou funerais, esse número passa para cinco, excluindo o padre e os coveiros, contra 50 anteriormente.

As novas medidas aplicar-se-ão até 11 de abril, precisou o ministro da Saúde, Lukasz Szumowski.

A 14 de março, a Polónia encerrou as suas fronteiras aos estrangeiros e impôs uma quarentena a todas as pessoas que regressassem ao país. Os restaurantes, bares e discotecas, assim como os centros comerciais estão fechados.

Com 38 milhões de habitantes, a Polónia regista atualmente 799 casos da covid-19, incluindo nove mortos. Mais de 90.000 pessoas encontram-se em quarentena, segundo o primeiro-ministro.