Eslovénia reforça restrições de viagens e obriga uso de máscaras

29 Mar 2020 / 20:45 H.

A Eslovénia anunciou hoje o reforço das restrições de viagens e o uso obrigatório de máscaras protetoras para conter a propagação da pandemia da covid-19, após milhares de eslovenos terem ido para a costa no fim de semana.

“A parte mais difícil da luta contra o coronavírus está diante de nós”, alertou o primeiro-ministro, Janez Jansa, num discurso na televisão local, citado pela AFP.

A partir das 00:00 de segunda-feira, os eslovenos não vão poder sair do local de residência e terão de usar luvas e máscaras quando forem ao supermercado e a outros espaços abertos ao público.

De acordo Janez Jansa, as restrições de viagens foram decididas depois de milhares de eslovenos terem ido para a costa do país, no fim de semana, ignorando os avisos das autoridades para ficarem em casa.

No país da Europa Central, com dois milhões de habitantes, é obrigatório desinfetar as áreas comuns de prédios e apartamentos, duas vezes por dia, como corredores e escadas.

Hoje, a Eslovénia registou 730 casos infetados com o novo coronavírus e 11 mortes.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000.

Dos casos de infeção, pelo menos 134.700 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 363 mil infetados e mais de 22 mil mortos, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 10.779 mortos em 92.689 casos registados até hoje.