Uma CASA que alimenta muitas bocas

Manchete deste domingo mostra o trabalho a todos os níveis louvável da associação

10 Fev 2019 / 07:00 H.

A manchete deste domingo conta, em reportagem assinada por Rúben Santos, que a instituição CASA alimenta cada vez mais bocas. “No ano passado, o Centro de Apoio ao Sem-Abrigo distribuiu na Madeira 62 mil refeições e entregou mais de 6 mil cabazes de comida aos cerca de 1.560 utentes apoiados. Os números colocam a delegação regional ‘taco-a-taco’ com a de Lisboa e levam os responsáveis a crer que há cada vez mais pessoas vulneráveis na Região”, resumimos um trabalho a ler com atenção redobrada nas páginas 4 e 5.

Mas esta edição de domingo, 10 de Fevereiro de 2019, encerra muitas mais histórias. Acompanhada de uma foto, saiba que há 80 mil litros de mel-de-cana por vender. Significa que “na Fábrica do Ribeiro Sêco, 80% do mel produzido em 2018 está em stock”, ainda que a “redução do IVA para 5% dá alento ao sector”, acrescentamos num também bom trabalho de Ricardo Duarte Freitas, para ler nas páginas 10 e 11.

De mal a pior vai o Marítimo que na I Liga e, uma vez mais, “perdeu ontem com o Aves e arrisca-se a ficar na zona de descida”. Daí o título À beira da ‘linha de água’. Se quer saber como foi, leia a crónica de Emanuel Rosa nas páginas 16 e 17.

Por fim, nota para o trabalho de Paula Henriques que conta que o Prémio Pessoa 2017 na Porta 33, ou seja arquitecto “Manuel Aires Mateus interpreta obra de Paulo David”, renomado arquitecto madeirense. Fique a saber quando será na página 34.

Mas também fique a saber que a Madeira sem dados do abandono escolar precoce, como constatou João Filipe Pestana no trabalho sobre a temática publicada na página 3.

Hoje há mais uma edição da revista D7 e com vários temas para a sua leitura, disponível em versão online.