SESARAM adopta medidas de segurança contra surto de sarna

22 Abr 2019 / 18:23 H.

O Serviço de Saúde da Região (SESARAM) emitiu um comunicado em que dá conta das meddias adoptadas relativamente à situação de escabiose (sarna) que foi detectada, no Hospital dos Marmeleiros, num utente vindo do exterior. O doente foi internado no 3º piso por outros motivos.

Segundo o comunicado, “a situação foi identificada num utente e após o diagnóstico, foram implementadas as medidas de segurança e controlo preconizadas, de forma a minimizar os efeitos dessa situação junto dos utentes internados e dos profissionais”.

Alguns utentes e profissionais de saúde foram afectados e foi decidido “não haver novas admissões de doentes no serviço em causa e foram reforçadas as medidas de precaução básicas”. Medidas que incluem a limpeza aprofundada e desinfecção dos espaços, bem como o reforço na higiene.

Por precaução, no sábado, foi feito tratamento preventivo a todos os profissionais e doentes, com e sem escabiose.

O SESARAM recorda que a escabiose não é uma doença grave. Trata-se de uma lesão cutânea contagiosa, causada por um parasita, que tem por principais sintomas comichão, prurido e erupções cutâneas.

“As situações de sarna, embora não desejáveis, podem ocorrer em qualquer espaço público e, se eventualmente for identificada em utentes no SESARAM, há que esclarecer que o Serviço está plenamente preparado para tomar as medidas de segurança necessárias para o controlo dessa situação”, cinclui.

Tópicos

Outras Notícias