Sabe onde se escondem os microorganismos? Podem deixá-lo doente! ( Parte II – Casa de banho)

A Seta Verde Higiene, Lda identifica os pontos críticos com germes em que toca todos os dias e orienta para mantê-los longe

17 Abr 2019 / 09:00 H.

É certo e sabido que a casa de banho é uma das divisões mais contaminadas, o que contrasta com a sua função, visto que é a divisão onde cuidamos da nossa higiene pessoal. Além disso, a casa de banho é um local muito húmido, o que o torna ideal para a proliferação microbiana, daí ser tão susceptível ao aparecimento de fungos e bolores.

Em estudos efectuados à carga microbiana nas várias superfícies de uma casa de banho, foram encontradas cerca de 80 mil espécies distintas de microorganismos. Ainda que a maioria seja inócua, algumas podem provocar doenças, como, por exemplo, a gripe, gastroenterites, micoses, entre outras.

Eis os locais mais contaminados numa casa de banho (e alguns podem surpreendê-lo!):

1 - Sanita:

Não parece muito surpreendente. E se agora lhe dissermos que o ponto de maior contaminação não é a tampa da sanita, mas sim o botão ou manípulo que acciona o autoclismo? Este ponto é frequentemente esquecido, sendo a sua carga microbiana cerca de 5 vezes superior à da tampa da sanita. E não se esqueça de baixar a tampa antes de accionar o autoclismo, porque a descarga pode gerar aerossóis carregados de microorganismo de origem fecal que contaminam todo o espaço!

2 - Banheira/Cabine de duche:

Os pontos mais contaminados são o chão, as cortinas, os manípulos das torneiras. Lave toda a área com uma solução de detergente com desinfectante e água e substitua as cortinas mensalmente, lavando-as a altas temperaturas. Não utilize lixívia, visto que pode desbotar as cores.

3 - Dispensadores de sabão líquido:

Já pensou quando foi a última vez que lavou o dispensador de sabão líquido? A maior parte das pessoas pensa que os dispensadores não necessitam de ser lavados porque têm sabão, o que não é verdade. Se, por outro lado, prefere o sabão em barra, lembre-se que o prato onde o coloca deve ser perfurado, de modo a impedir a acumulação de água e proliferação de bactérias.

4 - Tapetes de casa de banho:

Acumulam muita humidade e por isso são ideais para o aparecimento de bolores e outros microorganismos. Troque os tapetes semanalmente e lave-os a alta temperatura, de modo a eliminar os microorganismos presentes.

5 - Suporte para escovas de dentes:

Surpreendentemente alberga uma quantidade extraordinária de microorganismos. Lave-o com frequência semanal.

6 - Lavatório:

Acumula uma forte carga microbiana, podendo contaminar tudo o que lá se pousa. Por esta razão, produtos de beleza, como cremes e maquilhagem, devem ser mantidos fora da casa de banho. Limpe com uma solução de um detergente com desinfectante e água, pelo menos semanalmente e limpe imediatamente toda a sujidade e derrames que possam ocorrer.

7 - Pavimento:

Pode causar espanto, mas o pavimento não é dos pontos mais contaminados. Secar o chão diariamente após uso e lavar semanalmente com detergente e desinfectante.

8 - Suporte de papel higiénico:

Devido à sua localização e ao facto de haver um frequente contacto com as nossas mãos (a maior fonte de contaminação cruzada), bem como uma higienização pouco frequente são as principais razões para a forte contaminação deste objecto. Limpe com uma solução de desinfectante com água, todas as semanas, para manter o ambiente salutar.

9 - Interruptores e maçaneta da porta:

Estão frequentemente mais contaminados do que o tampo da sanita, por estarem em contacto com as nossas mãos. Limpe-os semanalmente com uma solução de detergente com desinfectante e água.

10 - Toalhas:

Podem acumular uma forte carga microbiana, devendo ser mudadas e lavadas pelo menos 2 vezes por semana.

A solução começa sempre no planeamento do espaço. Por exemplo, a existência de janelas e sistema de drenagem de água que impeçam a acumulação de águas paradas, permitem a redução da humidade, o que, consequentemente, tornam as condições para a proliferação bacteriana mais adversas.

No quotidiano, uma limpeza regular e eficiente é a melhor solução: utilize uma solução de detergente com desinfectante e água e passe por todas as superfícies com um pano de microfibra. Reserve um pano de uma cor diferente para a limpeza da sanita e limpe o chão pelo menos uma vez por semana.

É recomendável fazer uma limpeza profunda mensalmente, utilizando uma solução de lixívia e água para desinfectar todo o espaço. Não se esqueça da sua segurança quando utiliza produtos de limpeza: use luvas e mantenha um bom arejamento!

A Seta Verde - Higiene, Lda possui uma oferta variada de produtos de limpeza profissionais da sua marca registada Biosoluções® e sistemas de higiene e limpeza, adequados a todas as tarefas de higiene e limpeza.

Contacte-nos para mais informações:

Telefone: +291 930 500

E-mail: [email protected]

Consulte www.setaverde.pt para conhecer os nossos produtos e serviços.

Boas Limpezas!

Outras Notícias