Polícia será “implacável” na operação ‘Páscoa em casa’

09 Abr 2020 / 06:00 H.

“Polícia implacável durante a Páscoa”, esta é a notícia em manchete na edição desta quinta-feira, dia que marca o início da operação ‘Páscoa em casa’. O Representante da República pede aos madeirenses que não se saiam nos próximos dias, garantindo que deu ordens para PSP e GNR serem “implacáveis” no cumprimento do dever.

Numa entrevista de duas páginas, Ireneu Barreto confessa-se preocupado com o relato de situações de fome e sublinha que ‘Lisboa’ “sempre esteve presente quando a Região precisou”.

Ainda sobre este tema, saiba que está na rua a maior operação de sempre nas estradas da Madeira. Cerca de meio milhar de elementos das forças de segurança vão controlar, por dia e de forma ininterrupta, os eixos viários inter-municipais da Região. Sem espaço para contemplações nem para pedir “por amor de Deus” às pessoas para que fiquem em casa. A ordem é para deter quem for apanhado a prevaricar.

Fora de estrada, a pandemia obriga Ronaldo a treinar na Choupana. Jogador utilizou o Estádio da Madeira, do seu antigo clube, para fazer exercícios, juntamente com o filho. O internacional português deverá regressar a Turim na próxima semana.

Já fora das quatro linhas, o Marítimo avança mesmo para a redução de salários dos jogadores.

Na política, acertam-se as agulhas dos apoios, com José Manuel Rodrigues a exigir solidariedade à República. O presidente do parlamento madeirense enviou cartas a Marcelo Rebelo de Sousa e a António Costa. Na oposição, Paulo Cafôfo lança receita com três objectivos para “reinventar” a Região.

Nas finanças estão os contabilistas indignados com a Segurança Social. Em causa, o cumprimento de prazos e a morosidade do sistema informático que está a colocar aqueles profissionais ‘à beira de um ataque de nervos’.

Nesta edição contamos o caso de um empresário que acusa os bancos de não respeitarem moratória e olhamos a Portway que avança mesmo com despedimentos.

Noutras contas, o IASAÚDE não publica o número de testes realizados à covid-19. Bruna Gouveia assegurou divulgação quando os dados forem “actualizados”. Ontem, o primeiro caso positivo em Machico fez aumentar número de infectados na Madeira para 50.

Mantenha-se informado com o seu DIÁRIO de todos os dias e proteja-se, fique em casa.