Madeira em risco extremo de exposição à radiação ultravioleta

16 Jul 2019 / 08:38 H.

A manhã poderá ser molhada se vive nas vertentes Norte e terras altas da ilha da Madeira, pois é possível a ocorrência de aguaceiros fracos até ao final da manhã, revela o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. De resto, o dia será novamente de muitas nuvens, com vento fraco a moderado, soprando moderado a forte nas terras altas e nos extremos Leste e Oeste da ilha da Madeira, onde poderá atingir rajadas até 60 km/h.

No Funchal não vai soprar tanto, no máximo vai chegar aos 15 km/h. O céu apresentará períodos de céu muito nublado, tornando-se pouco nublado durante a tarde. Os termómetros vão registar 26ºC de máxima. No Porto Santo fica-se pelos 24ºC, o mesmo valor a ser registado no Porto Moniz e no Caniçal, se as previsões do IPMA se confirmarem.

A localidade mais quente hoje será a Ponta do Sol, com 27ºC no Lugar de Baixo. Câmara de Lobos, Machico, Santa Cruz, São Vicente e Ponta do Pargo terá máxima de 25ºC. Conte com 23ºC na parte mais quente do dia em Santana.

Hoje a Madeira está com risco extremo de exposição aos raios ultravioleta. Está com nível 11, havendo acima deste apenas o 11+. Nestes dois níveis o IPMA desaconselha de todo a exposição ao sol. No Porto Santo o índice está muito elevado, com nível 10.

No mar, a temperatura está entre os 21/23ºC, com ondas de Norte/Nordeste com 1,5 a 2 metros na costa Norte e de Sul inferiores a 1 metro na costa Sul.