Inquérito que apura a taxa de pobreza na Madeira arranca esta semana por telefone

ICOR 2020 é levado a cabo em todo o país, é de resposta obrigatória, e vem em altura certa, pois conclusões podem ser úteis para decisões políticas futuras

08 Abr 2020 / 12:16 H.

Foi esta semana que as famílias madeirenses que fazem parte da amostra do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento (ICOR) começaram a ser contactadas pelos entrevistadores da Direcção Regional de Estatística da Madeira (DREM) para resposta ao referido Inquérito.

O ICOR é uma operação da responsabilidade do Instituto Nacional de Estatística (INE), que se realiza anualmente, sendo regionalmente coordenado pela DREM. Tal como a grande maioria dos inquéritos do INE, também se realiza nos restantes países da União Europeia em moldes semelhantes.

Na Região estão envolvidos 11 entrevistadores, um número bastante inferior às edições anteriores, pois dadas as circunstâncias actuais – que fizeram com que a INE e a DREM suspendessem as entrevistas presenciais – os contactos com as famílias madeirenses serão feitos, até se alterar o contexto, apenas com recurso ao telefone.

As 2.410 famílias seleccionadas na amostra deste inquérito, para as quais a DREM dispunha de endereço electrónico e telemóvel, foram contactadas por e-mail e SMS com vista a informá-las sobre a respectiva participação no ICOR, os objectivos do inquérito, o interesse e utilidade da informação a recolher e outros aspectos úteis.

Em uma nota, a DREM reconhece que está consciente da delicadeza do momento, mas perante o cenário actual, a informação estatística ganha redobrada importância para ajudar a guiar os decisores políticos no meio dos problemas sociais e económicos que estão a derivar da pandemia do COVID-19. Por esta razão, solicita compreensão e a melhor colaboração por partes das famílias madeirenses.

Tal como acontece com todos os inquéritos levados a cabo pelas autoridades estatísticas, a resposta ao ICOR é obrigatória, sendo garantida a confidencialidade dos dados fornecidos.

A DREM tem ao dispor dos seus respondentes o número da linha telefónica gratuita 800 200 262 (dias úteis das 9h30 às 21h30) e inqu[email protected], para apoio e esclarecimento de dúvidas.

Refira-se que já no próximo mês de Maio, a DREM deverá divulgar mais informação do último ICOR no seu portal de internet. Os primeiros dados da edição 2020 do ICOR só serão conhecidos – caso a inquirição por telefone não afecte a qualidade da informação reportada pelas famílias – no final de Novembro próximo.