GR vai reforçar lotas com 11 novos assistentes operacionais

Frota madeirense capturou 1.650 toneladas de atum em apenas dois meses

06 Mar 2020 / 14:47 H.

O reforço de 11 novos assistentes operacionais nos serviços das lotas, foi anunciado esta sexta-feira, dia 6 de Março, pelo secretário regional de Mar e Pescas, durante a visita que efectuou aos portos de pesca da Região e postos de recepção de pescado.

“A colocação está dependente apenas da homologação do concurso, entretanto realizado, tendo também sido publicada a lista dos candidatos seleccionados”, explica Teófilo Cunha.

O reforço de operacionais nas lotas é das principais reivindicações dos pescadores e armadores, em particular em períodos específicos da safra, como acontece com o atum, a partir da próxima semana.

No final do périplo, que começou no porto do Caniçal e terminou na lota do Funchal, o governante assegurou que “os serviços que tutela estão prontos a responder à época do atum”, que se inicia a 15 de Março e cujas descargas, conservação e congelação geram sempre grande azáfama e exigem trabalhos a dobrar dos serviços.

Teófilo Cunha disse ainda contar com o “habitual empenho e dedicação de todos os funcionários” e reconheceu que o período de captura do atum exige “muito mais trabalho”.

O governante conversou com pescadores e armadores, ouviu queixas e pedidos, alguns de ordem legislativa, envolvendo directivas comunitárias ou legislação nacional. Teófilo Cunha apontou como prioridade, nesta fase, “responder primeiramente às questões que se prendem com o período da safra do atum, por forma a assegurar as condições de funcionamento”, remetendo para decisões futuras algumas das reivindicações apresentadas.

O sistema de gelo externo na lota do Caniçal é a principal obra a realizar no decurso deste ano. Trata-se de um investimento há muito exigido por armadores e pescadores. O PIDDAR 2020 consagra para este ano 1 milhão e meio de euros para a concretização da nova infra-estrutura.

Teófilo Cunha fez-se acompanhar nesta visita do director regional de Pescas, Rui Fernandes, e dos directores dos serviços de Infra-estruturas e serviços de Lotas e Entrepostos, respectivamente José Luís Sousa e Pedro Delgado.