“Os lenços brancos não me afectam muito”, diz Cláudio Braga

10 Nov 2018 / 22:32 H.

O treinador do Marítimo, Cláudio Braga, afirmou no final da partida frente ao Nacional que os lenços brancos por parte dos adeptos não lhe afectam muito. Quanto ao jogo em si, o técnico verde-rubro disse que a única diferença que constatou no desfecho da partida “foi um adversário que conseguiu ter uma oportunidade e fazer golo, sem tirar mérito ao Nacional”.

“Foi um jogo que teve pouca qualidade de ambas as equipas na primeira parte. Queríamos pressionar um pouco mais cedo, subindo as linhas. Quando o Nacional jogou a bola para trás, ficámos muito tempo posicionados no nosso meio campo. Não o fizemos bem e depois tivemos outro pormenor, porque a nossa equipa tem mais qualidade nas saídas, com combinações curtas e rápidas, mas perdemos muita bola. Ao intervalo tentámos melhorar e penso que foi um Marítimo um bocadinho diferente, mas longe daquilo que devia ser, por isso a derrota não cai bem e a exibição menos”, lamentou Cláudio Braga, que saiu deste jogo debaixo de um coro de assobios, lenços brancos e apupos.

“O que fez a diferença foi um adversário que conseguiu ter uma oportunidade e fazer golo, sem tirar mérito ao Nacional. Os lenços brancos não me afectam muito, mas os adeptos têm toda a razão de se manifestarem, porque esperam a semana inteira para um momento, que para eles é de espectáculo e o orgulho mexe com as pessoas. Nos também sentimos essa responsabilidade e os adeptos têm sempre razão e ponto final”, atirou o treinador do Marítimo que averbou a sua quinta derrota consecutiva no campeonato.

Outras Notícias