Madeira

PPM Madeira preocupado com actual “mau sistema dos CTT”

Foto Helder Santes/Aspress
Foto Helder Santes/Aspress

Para João Noronha “nota-se que os correios de Portugal que outrora foram considerados os primeiro da Europa e os terceiros a nível mundial (...) hoje não passam de mais um grupo banqueiro”.

Num comunicado enviado à redacção, os monárquicos criticam o encerramento de várias lojas CTT,a nívekl regional e nacional, e denunciam atrasos na entrega de correspondência, concretamente de pensões, subsídios de desemprego ou facturas para pagar.

De acordo com a nota, populares da zona alta do Funchal queixaram-se de “que nem sempre o carteiro aparece e nem tem dias certos para as entregas”.

“Para o PPM Madeira será necessário repensar medidas para que os CTT possam voltar a ser uma empresa pública”, defende João Noronha.