Autoridades registaram 7.066 ilícitos em ambiente escolar

Destes, 115 aconteceram na Madeira em 2017

País /
29 Mar 2018 / 16:55 H.

As autoridades policiais registaram 7.066 ocorrências ilícitas em ambiente escolar, mais de metade em escolas de Lisboa e Porto, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI).

De acordo com o RASI, 63% do total de ocorrências foram de natureza criminal.

O documento revela que comparativamente com 2016 verifica-se uma diminuição global de ocorrências em ambiente escolar, menos 6,9%, e de ocorrências de natureza criminal, menos 6,2%.

Em 2017, a Guarda Nacional Republicana e a Polícia de Segurança Pública registaram 3.286 crimes no interior das escolas e 1.210 no exterior dos estabelecimentos de ensino.

Em Lisboa foram registados 3.173 ilícitos e no Porto 898, seguindo-se Setúbal com 582 ocorrências ilícitas, Aveiro (385), Faro (333), Braga (322), Leiria (232), Coimbra (176), Açores (133), Madeira (115), Évora (110), Santarém (92), Vila Real (78) e Portalegre (77).

Nos distritos de Viseu, Castelo Branco e Beja foram registados 66 casos em cada, enquanto na Guarda e em Bragança as autoridades registaram 62 casos em cada um.

O distrito com menos ocorrências é o de Viana do Castelo (38).

Relativamente ao programa Escola Segura, vocacionado para a segurança de toda a comunidade escolar e desenvolvido pela Guarda Nacional Republicana e pela Polícia de Segurança Pública, os dados do RASI indicam que as forças de segurança tiveram afectos em exclusivo um total de 741 elementos.

Ao longo de 2017 foram realizadas 28.104 acções de sensibilização sobre diversas temáticas assim como 1.271 demonstrações de meios e 702 visitas a instalações das forças de segurança com o objectivo da promoção da aproximação das crianças e jovens às mesmas.

No âmbito do programa, estão abrangidos aproximadamente 8.479 estabelecimentos de ensino em todo o território nacional envolvendo 1.840.742 alunos.

O RASI reúne os indicadores de criminalidade registados pela Guarda Nacional Republicana, Polícia de Segurança Pública, Polícia Judiciária, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Polícia Marítima, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, Autoridade Tributária e Aduaneira e Polícia Judiciária Militar.

Outras Notícias