Prisão preventiva para oito de dez suspeitos de pertencerem a rede de tráfico de droga

Guarda /
07 Jul 2019 / 02:11 H.

O Tribunal de Ponte de Sor decretou prisão preventiva para oito de dez suspeitos de pertencerem a uma rede de tráfico de droga, desmantelada pela GNR, que operava em três concelhos, disse hoje à Lusa fonte da Guarda.

Os dez suspeitos do crime de tráfico de droga foram interrogados na sexta-feira e hoje no Tribunal Judicial de Ponte de Sor, que decretou a prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, a oito deles, nomeadamente cinco homens e três mulheres, precisou a fonte da GNR.

Os cinco homens vão aguardar julgamento no Estabelecimento Prisional de Elvas, no distrito de Portalegre, e as três mulheres no Estabelecimento Prisional de Tires, no concelho de Cascais, distrito de Lisboa.

Segundo a mesma fonte, o tribunal libertou os outros dois suspeitos, um homem e uma mulher, sujeitos à medida de coação de apresentações semanais no posto policial da área de residência.

Os dez suspeitos, seis homens e quatro mulheres, com idades entre os 17 e 55 anos, foram detidos na quarta-feira, por suspeitas da prática do crime de tráfico de droga nos concelhos de Ponte de Sor, no distrito de Portalegre, e Abrantes e Coruche, no distrito de Santarém.

Na sequência de uma investigação, que decorria há mais de um ano, a GNR diz ter desmantelado uma rede de tráfico de droga que operava naqueles três concelhos, “com pontos de venda próximos de estabelecimentos de ensino, em que muitos dos clientes eram jovens estudantes, o que estava a causar enorme alarme social”.

Após o cumprimento de 23 mandados de busca, 10 em residências e 13 em veículos, a GNR apreendeu sete viaturas ligeiras, 101 doses de heroína, 80 de cocaína e duas de haxixe, 3.134 euros em dinheiro, 16 telemóveis, oito objetos em ouro, cinco aparelhos informáticos, uma nota falsa de 200 euros, diverso material eletrónico, eletrodomésticos e ferramentas.

A operação envolveu 73 militares dos comandos territoriais de Portalegre e Santarém, da divisão de investigação criminal da GNR, de uma equipa de binómios cinotécnicos e dos destacamentos de intervenção dos dois distritos.

Outras Notícias