“Impõe-se manter as medidas de contenção e foi uma opinião unânime”

31 Mar 2020 / 15:03 H.

O Presidente da República afirmou hoje que se impõe manter as medidas de contenção que vigoram em Portugal, referindo que essa foi uma opinião unânime na segunda reunião técnica sobre a situação da covid-19 no país.

“Impõe-se manter as medidas de contenção, e foi uma opinião unânime. Voltando àquela imagem de há uma semana: importa manter a pressão na mola para que a mola não suba. Como uma prioridade para o nosso futuro imediato”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, no Infarmed, em Lisboa.

Questionado sobre a renovação do estado de emergência, o Presidente da República reforçou esta mensagem: “Não escondo que da reunião de hoje decorre muito claramente como é importante dar um sinal de manutenção daquilo que foi adquirido e foi uma conquista dos portugueses que não pode nem deve ser perdida”.

O chefe de Estado, que falava no final da segunda sessão técnica de apresentação sobre a “Situação epidemiológica da covid-19 em Portugal”, defendeu que a evolução do surto “dá razões aos portugueses para continuarem a fazer o que têm feito e dá razão aos decisores políticos para decidirem no futuro imediato no sentido idêntico ao que decidiram no passado também imediato”.