Cerimónia militar assinala 312 anos do Regimento de Cavalaria 3

17 Set 2019 / 03:40 H.

O Regimento de Cavalaria 3 (RC3), de Estremoz, Évora, a unidade mais antiga do Exército em atividade, comemora esta semana 312 anos com iniciativas culturais e desportivas, prevendo-se uma cerimónia militar na quinta-feira.

A cerimónia militar comemorativa do dia Regimento e da participação na batalha de Fuente de Cantos, da Guerra Peninsular, que deu origem ao dia da unidade, vai decorrer às 10:30, quinta-feira no quartel, em Estremoz, de acordo com o programa divulgado.

O programa comemorativo dos 312 anos do RC3 inclui atividades culturais e desportivas, como uma exposição de fotografia intitulada “Caminhos e Realidades”, de António Soares Mendes, que vai ser inaugurada na quinta-feira, e um concurso de fotografia subordinado ao tema “RC3, 312 anos de História(s)”, que vai decorrer no mesmo dia.

As comemorações terminam com o Concurso Nacional Combinado de Equitação “Dragões de Olivença”, marcado para os dias 04 e 05 de outubro.

O RC3 foi a unidade que mobilizou o maior número de militares para a guerra nas antigas colónias portuguesas, cerca de 42 mil homens, integrando 42 batalhões e 18 companhias, e a que registou o maior número de mortos - 485.

Considerada uma das unidades militares mais influentes na revolução do 25 de abril de 1974, o RC3 participou com um Esquadrão de Reconhecimento, comandado pelo capitão Andrade Moura, com 120 homens, nas movimentações militares que derrubaram a ditadura. Taxa de resposta foi de 64,02% e a

O Regimento de Cavalaria 3 “Dragões de Olivença” tem origem numa das mais antigas unidades do Exército, fundada em 1707, em Olivença, e participou também na Guerra Peninsular e na I Guerra Mundial.

O RC3 está instalado em Estremoz há 144 anos, desde 05 de abril de 1875.

O dia da unidade é celebrado, habitualmente, a 15 de setembro, data em que decorreu a Batalha de Fuente de Cantos, em 1810.

Tópicos

Outras Notícias