Vendas dos supermercados britânicos dispararam 20% em Março

31 Mar 2020 / 12:20 H.

Os supermercados britânicos registaram um aumento de 20,6% nas vendas em março relativamente ao mesmo mês no ano anterior devido ao pânico provocado pela pandemia da covid-19, que levou muitas pessoas a comprar mais bens como comida.

As vendas nos supermercados totalizaram 10,8 mil milhões de libras (12 mil milhões de libras) só nas últimas quatro semanas, superando os níveis registado no Natal, a época em que as vendas são normalmente mais elevadas, indicou a empresa de estudo de mercado Kantar.

Os mesmos dados mostraram que, na semana que terminou a 21 de março, dois dias antes de o primeiro-ministro, Boris Johnson, anunciar um confinamento obrigatório no Reino Unido para tentar conter a propagação do coronavírus, as vendas aumentaram 43% em comparação com o mesmo período do ano passado.

A corrida aos supermercados devido ao receio de um isolamento prolongado levou ao desaparecimento de certos produtos das prateleiras em muitos supermercados, como papel higiénico, massas ou enlatados e a formação de filas.

Isto levou os supermercados a racionar os produtos, limitando o número de unidades que cada cliente pode comprar de certos bens essenciais, a reservar horários para idosos ou profissionais de saúde e a estabelecer medidas de distanciamento, diminuindo o número de pessoas dentro das lojas.

Alguns supermercados conseguiram entretanto normalizar o abastecimento e começaram a levantar algumas das restrições em termos de vendas.