Berlim pode vir a aplicar multas até 25 mil euros

31 Mar 2020 / 14:21 H.

O senado de Berlim debate na quinta-feira, e pela segunda vez, a lista de multas a aplicar em caso de incumprimento das medidas de contenção em vigor na região, com as penalizações a poderem chegar aos 25 mil euros.

Com 16 Estados federados, a Alemanha tem implementado diferentes regras a nível regional e também diferentes punições para os incumpridores.

Na semana passada, a Renânia do Norte-Vestefália, a região mais populosa e a segunda com mais casos do país, estipulou diversas multas, por exemplo para quem for apanhado em piqueniques nos parques (250 euros) ou a organizar eventos desportivos (mil euros).

Tal como Bremen, Hesse ou o Sarre, Berlim debateu hoje um pacote de penalizações, mas, por agora, segundo o jornal Berliner Morgenpost, sem consenso.

A Alemanha regista 583 vítimas mortais provocados pela pandemia de covid-19 e quase 62 mil casos confirmados. Berlim impôs na semana passada restrições à circulação das pessoas, que só devem sair quando necessário e no máximo em grupos de dois, mas são muitos que têm desafiado as medidas.

A polícia de Berlim interditou vários parques públicos da cidade durante o fim de semana, lançando avisos.

As autoridades têm também encerrado bares e espaços noturnos que são obrigados a manter as portas fechadas.

Hoje uma lista de multas foi debatida, mas ainda não avançou. Uma nova discussão terá lugar na próxima quinta-feira.

De acordo com o jornal Tagesspiegel, violar a distância mínima de um metro e meio nos espaços públicos poderá custar entre 50 e 500 euros e os residentes que sejam parados pela polícia e não tenham documentos de identificação pessoal e de residência terão de pagar entre 25 e 75 euros.

Mas há valores mais pesados para quem sair de casa sem uma justificação válida e que poderá enfrentar uma multa de 500 euros.

Estabelecimentos que não tenham autorização para abrir e o façam podem enfrentar uma multa até 10 mil euros.

Em caso de reincidência, a penalização pode atingir os 25 mil euros, o valor máximo previsto na lei.

A Alemanha é quinto país no mundo com mais casos diagnosticados, com a região de Berlim a registar, segundo dados oficiais do Instituto Robert Koch, 2.575 infectados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 791 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 38 mil.