A importância do marketing social

O lucro não é visto como o indicador mais relevante, mas sim a contribuição que a organização dá ao mercado alvo e à sociedade.

15 Jan 2020 / 14:00 H.

Vivemos numa sociedade onde o marketing social tem os seus contributos em prol do bem-estar do cidadão. Vivemos numa aldeia global, mas na década de 1970, pelas mãos de Philip Kotler e Gerald Zaltman, perceberam que “os mesmos princípios de marketing que estavam a ser usados para vender produtos aos consumidores poderiam ser usados para “vender” ideias, atitudes e comportamentos”.

Segundo eles, acabaram por definir o marketing social como um campo que “difere de outras áreas do marketing apenas em relação aos objectivos do comerciante e à sua organização. Desta forma, o marketing social procura influenciar os comportamentos sociais não em benefício do comerciante, mas em prole do público-alvo e da sociedade em geral “.

Ora, um bom empreendedor é aquele que sabe não apenas criar e desenvolver o seu negócio e obter lucros, mas sabe transformar a sociedade ao seu redor numa sociedade mais contributiva ao ser humano.

É importante pensarmos nos clientes, mas não somente nestes, pois é preciso levarmos em consideração toda a sociedade ou, pelo menos, uma parte dela, onde o marketing social tem o seu campo de actuação.

No seguimento desta linha de pensamento, é neste cenário que entra o marketing social que usa os conhecimentos e as técnicas do mercado para criar acções que ajudam a promover o bem-estar na sociedade. Essas acções podem ser viradas para cultura, educação, saúde ou trabalho.

A título de exemplo, se temos um negócio, seja ele online ou em espaço físico, o marketing social é uma óptima ferramenta para ajudar positivamente as pessoas e, ao mesmo tempo, divulgar mais a empresa e a sua marca junto dos consumidores.

Afinal, o que é marketing social?

Encontramos algumas definições em diversos estudos, livros e outras publicações. Para Dupliconta, o marketing social consiste na importância que as empresas dão em ajudarem a sociedade a ter um melhor bem-estar e a estar bem preparada para os vários desafios. Contudo, ao contrário de divulgar o produto ou serviço, o marketing social quer, principalmente, difundir alguma ideia que tente eliminar ou atenuar problemas sociais. No nosso entender, a marca acaba sendo divulgada, mas esse não é o único objectivo do marketing social. Este tipo de estratégia visa convencer o público-alvo de uma marca a colaborar com soluções para os problemas, tais como a saúde, o transporte, o meio ambiente, a educação e vários outros temas de âmbito social.

Aqui, pensamos que também a empresa está a ter a sua responsabilidade social junto do mercado, na medida em que um conjunto de acções criadas visam eliminar ou atenuar os problemas e desta forma é vista como uma marca que tem responsabilidades sociais.

O negócio não tem como objectivo apenas lucrar, mas também ajudar as pessoas que estão a seu redor. O lucro não é visto como o indicador mais relevante, mas sim a contribuição que a organização dá ao mercado alvo e à sociedade.

Desta forma, uma empresa pode ser vista como um agente transformador do seu meio social e isso é óptimo tanto para as pessoas que beneficiam dessas acções, quanto para o empreendimento que passa a ser visto como uma marca que tem empatia e que se importa com a sociedade.

Aliás, hoje em dia os consumidores não querem somente uma empresa que realize vendas a qualquer custo. As pessoas estão à procura de marcas que sejam socialmente responsáveis e que mostrem o seu valor não apenas nos produtos e serviços que oferecem, mas que também façam parte das mudanças que propõem.

Com estratégias bem implementadas de marketing social, as organizações acabam por realizar certas mudanças de comportamento do ser humano na sociedade e uma empresa com um bom marketing social é aquela que se posiciona nos vários assuntos que a rodeia e que, principalmente, desenvolve oportunidades, investimentos e acções sociais para colaborar positivamente com a sociedade.

Finalizamos o artigo desta semana citando Kotler e Armstrong: “Marketing é a entrega de satisfação para o cliente em forma de benefício”.

Luís Freitas - Sociedade de Contabilidade e Gestão, Lda (Grupo Dupliconta)

Sede: Largo da Nossa Senhora da Conceição n.º 8,

9200 – 095 Machico

Tel.: 291 966 311

E-mail: [email protected]

Dupliconta

Sede: Caminho do Pilar, Conjunto Habitacional Pilar I, Bloco A, Lote 1, Fracção F

9000 – 136 Funchal

Tel.: 291 700 060 a 66 Fax: 291 784 617

E-mail: [email protected]