Novo álbum de Ary Morais disponível nas plataformas digitais

31 Mar 2020 / 20:41 H.

O novo álbum do artista cabo-verdiano Ary Morais, intitulado ‘Norcabo’, acaba de ser disponibilizado nas plataformas digitais. ‘O novo trabalho discográfico foi gravado entre Dezembro 2019 e Fevereiro 2020 nas cidades de Drammen e Oslo e foi produzido por Peter Michaelsen no Norsk Lydstudio (Drammen) e Jock Loveband em Urban Studio (Oslo).

A mixagem foi feita por Dag Henning Kalvøy e a masterização ficou a cargo do renomado produtor norueguês Henning Bortne no Oslo Mastering. Este projecto conta com o apoio cultural do Conselho de Artes da Noruega “Kulturrådet”.

O título da obra ‘Norcabo’ significa Nor “Noruega” e Cabo “Cabo Verde” e foi criado com a intenção de apresentar uma mistura bem sucedida de ritmos cabo-verdianos influenciados pela música folclórica norueguesa. Composto por oito faixas todas da autoria de Ary Morais, ‘Norcabo’ mostra que a nova formação, composta por Ary Morais (vocal), Torbjørn Sandvik (guitarra), Dag Henning Kalvøy (baixo), Ketil Kielland Lund (acordeon, piano) e Kenneth Ekornes (bateria), está pronta para voos mais altos.

Ary Morais canta normalmente em crioulo mas escreveu a música ‘Bedre Liv’, em norueguês e português onde usou a sua própria realocação e vida na Noruega na musica. Há também um dueto com Monica Ifejilika, do Grupo Queendom, numa música cantada em crioulo e inglês. Durante a gravação, também convidou a violinista Lise Sørensen Voldsdal para algumas músicas para criar um álbum de alta qualidade artística.

Este é o quarto álbum de Ary Morais e convida a uma viagem pelos mais conhecidos estilos musicais cabo-verdianos como a morna, coladeira, funaná, mas também pelos ritmos caribenhos com influência da música folclórica e jazz norueguesa. O lançamento deste álbum estava previsto com uma digressão pela Noruega a partir de 4 de Abril, mais acabou por ser cancelado devido ao coronavírus.

Natural da Boa Vista, Cabo Verde e radicado na Noruega desde 1995, Ary Morais começou na música aos 15 anos e é hoje uma presença assídua em vários palcos da Europa. A partida para a Noruega trouxe-lhe novos desafios como músico e foi lá que começou a amadurecer as suas sonoridades. Entretanto, já lançou quatro álbums: ‘Ka Bô Bayembora’ em 1999, ‘Abraço Tradicional’ em 2008, ‘Sonho Caboverdiano’ em 2014 e ‘Norcabo’ em 2020.