Número de pessoas com Covid-19 internadas nos cuidados intensivos aumentou 25,3% em Portugal

28 Mar 2020 / 14:33 H.

O número de pessoas com Covid-19 internadas nos cuidados intensivos aumentou 25,3% face a sexta-feira e são hoje 89 os doentes nessa situação, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os dados da DGS indicam que das 5.170 pessoas infetadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), 418 estão internados, dos quais 89 (21,2%) em unidades de cuidados intensivos (eram 71).

Contudo, dos casos confirmados de covid-19, a grande maioria está a recuperar em casa (4.752).

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, Portugal regista 100 mortes associadas à covid-19, mais de metade (58) em pessoas com mais de 80 anos.

O boletim indica que das pessoas que morreram, 21 tinham entre os 70 e os 79 anos de idade, 14 entre os 60 e os 69 anos e cinco entre os 50 e os 59 anos.

O relatório da situação epidemiológica em Portugal, com dados atualizados até às 24:00 de sexta-feira, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (44), seguida da região Centro (28), da região de Lisboa e Vale do Tejo (27) e do Algarve (1).

Desde o dia 01 de janeiro, existem 32.754 casos suspeitos, dos quais 4.938 aguardam resultado laboratorial.

Os dados da DGS indicam também que há 22.646 casos em que o resultado dos testes foi negativo e que 43 doentes recuperaram.

A DGS regista ainda 19.927 contactos em vigilância pelas autoridades.

A covid-19, causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, é uma infeção respiratória aguda que pode desencadear uma pneumonia.

Portugal, onde o primeiro caso foi confirmado a 02 de março e que está em estado de emergência até quinta-feira, entrou já na terceira e mais grave fase de resposta à doença covid-19 (Fase de Mitigação), ativada quando há transmissão local, em ambiente fechado, e/ou transmissão comunitária.

Detetado em dezembro de 2019, na China, o novo coronavírus já infetou mais de 600 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 28 mil.