Bolsas europeias em queda com novas tensões entre EUA e China

Europa /
21 Mai 2020 / 10:30 H.

As principais bolsas europeias estavam hoje a negociar em queda, com os investidores atentos a novas tensões entre os EUA e a China e a aguardarem pela publicação de novos dados macroeconómicos.

Cerca das 08:50 em Lisboa, o EuroStoxx 600 caía 0,83% para 339,96 pontos.

As bolsas oscilavam entre as perdas de Frankfurt de 1,10%, Paris de 1,01%, Milão de 0,96%, Madrid de 0,76% e Londres de 0,74%.

Em Lisboa, o PSI20 seguia a recuar 0,60% para 4.198,20 pontos.

A bolsa de Wall Street encerrou na quarta-feira em alta de 1,52%, animada pela reabertura económica de algumas partes do país, com a Reserva Federal norte-americana (Fed) a mostrar-se preocupada com o risco de novas vagas do vírus covid-19, segundo as atas da reunião publicadas na quarta-feira.

Hoje também serão publicadas as atas da última reunião do Banco Central Europeu (BCE), numa sessão em que os investidores estão preocupados com novas tensões geradas entre os EUA e a China depois do senado norte-americano ter aprovado uma lei para intensificar a supervisão das empresas chinesas, que poderá mesmo obrigá-las a deixarem de ser cotadas em bolsa nos EUA.

Serão ainda conhecidos os dados provisórios relativos ao índice PMI de maio, tanto manufatureiro como de serviços na zona euro, bem como os pedidos de subsídio de desemprego semanais nos EUA.

Na Ásia, o Nikkei de Tóquio caiu 0,21%, enquanto a bolsa de Xangai perdeu 0,54%.

O barril de petróleo Brent, de referência na Europa, por sua vez, mantém a tendência de alta e segue a subir 1,30%, para os 36,39 dólares.