África com mais de 60 mortes e quase 2.500 casos

25 Mar 2020 / 12:53 H.

África registou mais de 60 mortes e quase 2.500 casos de infeções pelo novo coronavírus em 47 países e territórios, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia da covid-19.

No total, estão contabilizados neste continente 2.421 casos de infeção desde o início da pandemia e 64 mortes, de acordo com dados do primeiro boletim diário do Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças (CDC) da União Africana, que reporta dados registados até às 09:30 de Adis Abeba (06:30 horas de Lisboa).

O África CDC regista mortes pela covid-19 em 14 países africanos: Argélia, Burkina Faso, Camarões, República Democrática do Congo (RDCongo), Egito, Gabão, Gâmbia, Gana, Maurícias, Marrocos, Nigéria, Sudão, Tunísia e Zimbabué.

Fora destas estatísticas estão as primeiras infeções anunciadas na Guiné-Bissau e no Mali, bem como a primeira morte provocada pela covi-19 em Cabo Verde.

De acordo com a mesma fonte, o continente conta ainda com 203 doentes recuperados, números que baixam o total de infeções ativas para 2.228.

O Egito contabiliza 20 mortes e 402 casos de infeção pelo SARS-CoV-2, sendo o país africano com maior número de vítimas mortais causadas pela doença, mas também com o maior número de doentes recuperados (80).

Em segundo lugar surge a Argélia, com 19 mortes em 264 infeções.

A África do Sul continua como o país com o maior número de casos acumulados de infeção em África (709), não registando qualquer morte.

Burkina Faso e Marrocos (4), Tunísia (3), e RDCongo, Gana e Maurícias (2), Zimbabué, Sudão, Nigéria, Gâmbia e Gabão (1) mantêm o número de vítimas mortais, somando-se a estas as primeiras vítimas mortais registadas nos Camarões (1) e em Cabo Verde (1).

Tunísia (114) Senegal (86), Nigéria (46) são outros países com números significativos de infeções e ainda sem registo de vítimas mortais associadas à doença.

Nos países lusófonos, Angola, Moçambique e Cabo Verde registam, cada um, três casos de covid-19 nos seus territórios, tendo a Guiné-Bissau confirmado hoje os seus dois primeiros casos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou 427.940 pessoas em mais de 181 países e territórios, tendo causado a morte a mais de 19 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro, a doença propagou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Mais de 20 países africanos encerraram de forma total as fronteiras e pelo menos 13 decretaram quarentena obrigatória.

A maioria dos países do continente africano adotaram medidas para a contenção da propagação do vírus, incluindo o cancelamento das ligações aéreas internacionais, o encerramento de escolas e a proibição de encontros religiosos e outros.