PSP pode actuar de “forma mais repressiva” em casos de desobediência à quarentena

27 Mar 2020 / 20:17 H.

Pedro Ramos garante que a PSP tem autoridade para actuar de “forma mais repressiva” perante os casos de desobediência à quarentena e isolamento obrigatório, medidas em vigor para combater a pandemia de covid-19.

O secretário regional da Saúde e Protecção Civil sublinha que “as pessoas têm de continuar a ficar em casa”. “Eu espero que as pessoas, passado algum tempo em quarentena obrigatória, não pensem que a situação na Madeira é uma situação mais segura”, acrescentou Pedro Ramos na conferência de imprensa desta sexta-feira, na actualização do boletim do IASaúde.

“Cabe aqui relevar o papel que a PSP tem tido na monitorização e identificação destas situações”, garantindo que “se for necessário actuar de uma forma mais repressiva a PSP tem autoridade para isso”.