Professores e alunos da Gonçalves Zarco estiveram em Itália e geram receio na comunidade educativa

Estiveram em La Spezia, na Ligúria, Região transalpina onde já estão confirmados quatro casos de coronavírus

26 Fev 2020 / 18:44 H.

Ao abrigo de um programa de Erasmus, dois professores e três alunos da Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco deslocaram-se na última semana até Itália, mais precisamente a La Spezia, na Ligúria, Região transalpina onde já estão confirmados quatro casos de coronavírus. Regressado à Madeira, o grupo gera agora apreensão entre os encarregados de educação deste estabelecimento, que fizeram chegar ao DIÁRIO a sua preocupação em torno desta situação.

Segundo nos fez chegar o pai de uma aluna desta instituição de ensino - que inclusivamente é da mesma turma de alguns destes alunos que viajaram até Itália -, os encarregados de educação tentaram entrar em contacto com o Conselho Executivo, presidido por Cristina Duarte, mas “até agora nada foi dito” sobre “o estado de saúde destas pessoas”. Como medida mais drástica, os pais tencionam mesmo não deixar os filhos se deslocarem para a escola até que “surjam esclarecimentos”.

O DIÁRIO tentou entrar em contacto com o Conselho Executivo da Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco sem sucesso.