Governo açoriano esclarece que números da DGS relativos às ilhas estão errados

28 Mar 2020 / 17:45 H.

A Autoridade de Saúde Regional dos Açores informou esta tarde, através de comunicado, que os dados referentes às infecções por Covid-10 naquelas ilhas que “foram divulgados hoje pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no seu Relatório de Situação n.º 026, não estão correctos”.

Até ontem, havia 25 casos confirmados pelo coronavírus no arquipélago açoriano, mas o boletim da DGS divulgado hoje, em Lisboa, já apontava para 30 casos. Na sequência deste anúncio, a Autoridade de Saúde Regional dos Açores veio esclarecer que “até à data, foram detectados na Região 27 casos positivos para infecção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19, sendo sete na ilha Terceira, três no Faial, sete em São Jorge, sete em São Miguel e três no Pico”. Na mesma nota, aquele entidade sublinha que “a fonte fidedigna para a situação epidemiológica na Região Autónoma dos Açores é a Autoridade de Saúde Regional” e anuncia que “serão intensificados os esforços de articulação com a Direcção-Geral da Saúde (DGS) para a correcção dos dados reportados”.

Recorde-se que o boletim da DGS também apontou um aumento substancial dos casos de infecção na Madeira dos 24 divulgados ontem pelo IASAÚDE para os 31 casos (mais 7 apenas num dia). A própria ministra da saúde, Marta Temido, avançou uma explicação para este salto: os casos que a DGS atribuía ao portugueses que se encontravam no estrangeiro (por exemplo, de tripulantes e passageiros de navios de cruzeiro) foram redistribuídos pelas suas regiões de origem/residência.

Tópicos