Holanda prolonga fecho de escolas e restaurantes até final de Abril

31 Mar 2020 / 22:08 H.

Os Países Baixos prorrogaram hoje até 28 de abril as medidas de encerramento impostas a escolas, restaurantes e bares, como forma de combater a pandemia do novo coronavírus, noticiou a agência AFP.

Até hoje, a pandemia causou 1.039 mortos nos Países Baixos, que têm perto de 13.000 pessoas infetadas com a covid-19.

“Não surpreenderá que tenhamos decidido alargar a medida até 28 de abril”, declarou o primeiro-ministro, Mark Rutte.

Mais de 4.700 pessoas infetadas foram ou ainda estão hospitalizadas, indicaram hoje as autoridades holandesas.

Há duas semanas, o Governo holandês decidiu fechar lugares públicos, incluindo os famosos cafés onde é permitido comprar e consumir haxixe, além de clubes de ‘striptease’ e bordéis.

Na semana passada, a proibição foi alargada a todos os comícios e ao campeonato de futebol, que vai estar parado, pelo menos, até 01 de junho.

Contudo, as autoridades holandesas não impuseram o confinamento geral atualmente em vigor em países como Itália, Espanha, França ou Bélgica.

Mark Rutte reiterou o seu apelo à população para ficar em casa e pediu aos cidadãos para evitarem contactos sociais, mas não o proibiu expressamente.

Os transportes públicos ainda funcionam nas principais cidades.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 828 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41 mil.

Dos casos de infeção, pelo menos 165 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 452 mil infetados e mais de 29.900 mortos, é aquele onde se regista atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 12.428 mortos em 105.792 mil casos confirmados até hoje.