Cuba confirma segunda vítima mortal e registo de 67 casos de infecção

Cuba /
26 Mar 2020 / 18:15 H.

Cuba anunciou hoje a segunda vítima mortal devido à covid-19 naquele país, um turista russo de 45 anos, indicando igualmente o registo, até à data, de 67 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus.

Segundo o Ministério de Saúde Pública cubano, todos os casos detetados no país são importados, ou seja, ainda não foram detetados casos de transmissão local.

O turista russo era diabético e morreu na sequência de “complicações associadas à covid-19” depois de vários dias de internamento em estado crítico, precisou o diretor de Epidemiologia do ministério cubano, Francisco Durán.

A primeira morte devido à covid-19 em Cuba foi um cidadão italiano de 61 anos.

Embora não tenha sido decretado até à data o confinamento obrigatório, o Governo cubano estabeleceu várias medidas para evitar um possível surto na ilha, nomeadamente o encerramento de escolas e de locais de diversão noturna.

Cuba também proibiu a entrada de estrangeiros não residentes e limitou a saída de cidadãos cubanos.

Os turistas que ainda permanecem no país não podem deixar os locais onde se encontram alojados (hotéis ou casas alugadas) até saíram do território cubano.