Marcelo anula comemorações do Dia de Portugal na Madeira e África do Sul

25 Mar 2020 / 20:45 H.

Em carta enviada ao presidente da Assembleia da República, Marcelo Rebelo de Sousa viu-se “constrangido” a anular as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, efeméride que iria ser assinalada a 10 de Junho, no Funchal e, posteriormente, na África do Sul.

“Considerando as circunstâncias actuais da pandemia Covid-19, cujos efeitos se vão ainda estender por largas semanas, vejo-me constrangido a decidir a anulação das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que estavam previstas no mês de Junho, para o Funchal e junto das comunidades portuguesas na África do Sul. Lamento tal decisão, mas a situação actual a isso exige”. Foi este o teor da missiva enviada a Ferro Rodrigues.

Recorde-se que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, havia anunciado no ano passado que a 10 de Junho de 2020 a Madeira iria servir de ‘palco’ para as comemorações do Dia de Portugal, sendo que nos dias seguintes iria seguir viagem rumo à África do Sul a fim de estabelecer contacto com a vasta comunidade portuguesa lá radicada.

Marcelo convidou inclusivamente o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, a acompanhá-lo nessa deslocação e o convite foi aceite pelo líder madeirense.