Galeria Marca de Água promove exposição online

24 Mar 2020 / 19:57 H.

A partir desta terça-feira, 24 de Março, a Galeria Marca de Água dá a conhecer em formato online, a exposição ‘Momentos’, da autoria do fotojornalista Fernando Ricardo, que pode ser agora visitada através das redes sociais, nomeadamente através das páginas Facebook e Instagram da galeria.

As 120 obras patentes na exposição ‘Momentos’ passam assim a estar disponíveis online, na rubrica ‘Obra do dia’, que teve início hoje e irá decorrer ao longo das próximas semanas. A primeira fotografia revelada data de 1976 e regista as tinturarias de Marrocos.

Raquel Fraga, proprietária e directora artística da Marca de Água, refere que: “esta iniciativa tem por principal objectivo a divulgação do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela galeria, nomeadamente através da promoção dos artistas e das obras expostas ou no acervo na Galeria Marca de Água, prometendo um regresso com um reforço da programação”.

A organização informa também que ao longo dos próximos dias, serão ainda revelados textos do catálogo, entrevistas e depoimentos do artista, possibilitando “a aproximação do público, com recurso às novas tecnologias digitais da informação” e avança que mais projectos e iniciativas online estão já a ser planeadas.

Relembramos que a galeria encontra-se encerrada temporariamente, desde o passado dia 13 de Março, devido à implementação de mediadas de prevenção do COVID-19, estando previsto o retomar da actividade e respectiva reabertura ao público a quando da normalização da situação que o país e o mundo vive.

A Galeria Marca de Água anuncia ainda que, face ao cenário da realidade actual, desenvolveu “novas ferramentas e aplicou uma metodologia de trabalho à distância, mantendo-se em contacto com os artistas, parceiros e coleccionadores, permitindo continuar o trabalho de programação para a temporada de 2021/2022”.

A galeria dará igualmente continuidade ao estágio curricular, resultando de protocolo com o ISAL, com recurso ao teletrabalho e fazendo uso de ferrametas digitais de e-learning.

Diogo Goes, curador residente, realça que “a tecnologia oferece a possibilidade de manter um contacto com o público, adequando-se a uma nova realidade digital, possibilita continuar a trabalhar para fazer chegar às pessoas o máximo de conteúdos culturais e artísticos possíveis .É uma nova maneira, devidamente adaptada de dar continuidade à agenda prevista”. “É preciso acreditar num futuro diferente, com Esperança”, acrescenta.

Desde Janeiro até 13 de Março, a galeria já recebeu mais de 2500 visitantes.