Retrato do país junta-se a Debate da Nação e a dificuldades da Saúde

Capas dão destaque também à despedida de Jonas do Benfica

11 Jul 2019 / 10:06 H.

“Portugueses mais velhos, menos casados, mas igualmente pobres”, coloca em grande o Diário de Notícias. A população portuguesa diminuiu em dez anos, ficou mais velha, casa menos e tem menos filhos. Os que nascem são maioritariamente de pais não casados, lemos na primeira deste jornal, que faz eco dos resultados do estudo da Pordata, que reportam a 2007-2018. Na foto maior o debate do Estado da Nação, com serviços públicos, impostos e maioria absoluta.

Novos medicamentos demoram dois anos a chegar a Portugal. Um relatório que seve de base à manchete do JN critica o difícil acesso às terapêuticas inovadoras. O tempo de espera, continua, é cinco vezes superior ao da Alemanha. A despedida de Jonas do Benfica está em grande na foto.

Jonas está também no Correio da Manhã, no jogo de despedida do clube, que perde por 1-2 frente ao Anderlecht. Em comum ainda o caso em Braga de um crime que o tribunal deu como provado contra autarca de Braga, mas que já prescreveu.

No Público, em grande, uma entrevista a Marta Temido. A ministra da Saúde admite pagar mais para os médicos ficarem em exclusivo no Sistema Nacional de Saúde.

As dificuldades do SNS chegam hoje à capa do i. “Sem investimento nos próximos anos vamos atingir um ponto de não retorno”, cita o jornal o Relatório do Observatório dos Sistemas de Saúde. Em grande a associação SOS Racismo que processa a historiadora Fátima Bonifácio. Com direito a foto, filho de português reconhecido filho de Júlio Iglésias, depois de três décadas em tribunal.

No Negócios, o reforço de autonomia dos hospitais pode ser ilegal, escreve. Geringonça renova votos de olho nas eleições e disputa de Granadeiro e Avillez pela marca Belcanto são outros destaques.

A Bola fala da entrada de pé esquerdo de Benfica e Sporting na nova temporada. O Record escreve que Jonas deixa saudades. O jogo faz contas e diz “E vão quatro”, são os reforços do Futebol Clube do Porto, na capa representados por Díaz.

Nas revistas, António Costa ocupa a primeira da Visão com entrevista de balanço e antevisão. “Não podemos ter a ilusão de que passámos do inferno para o paraíso”, declara. Na Sábado, petiscos e passeios à beira-mar, com 25 sugestões para as férias.

Outras Notícias