PJ detém no Porto suspeito de espancar amigo até à morte

13 Fev 2019 / 15:37 H.

A Polícia Judiciária deteve no Porto um suspeito de roubar e agredir até à morte, com “murros, joelhadas e pontapés”, um amigo com quem se desentendeu, anunciou hoje aquela autoridade.

Em comunicado, a Diretoria do Norte da Polícia Judiciária explica que os crimes ocorreram na tarde de segunda-feira, mas só chegaram ao conhecimento das autoridades na manhã de terça-feira, “com a descoberta do cadáver”.

A investigação policial permitiu concluir que o homicídio ocorreu no interior da residência do ofendido, de quem o suspeito era amigo, “na sequência de um desentendimento” entre ambos por razões não reveladas.

“Na ocasião, o arguido, indivíduo jovem e de forte compleição física, agrediu violentamente a vítima, desferindo-lhe vários murros, joelhadas e pontapés, desfigurando-a e provocando-lhe assim a morte”, conta a polícia.

Descrevendo o detido como uma pessoa “com relevantes antecedentes criminais”, a polícia sublinha, no comunicado, que tinha pendente um mandado de detenção europeu e internacional para cumprimento de pena de 14 anos prisão, em Espanha, por ter sido condenado naquele país por um homicídio tentado e um roubo, crimes ocorridos em 2017.

O detido, com 20 anos de idade, sem residência fixa e sem ocupação profissional, vai ser presente à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial.

Outras Notícias