Novo governo na imprensa nacional

Taxas de juro e bastidores da liderança do PSD também nas capas

09 Out 2019 / 09:53 H.

O Bloco de Esquerda é o partido que aceita colocar no papel formalmente o apoio a António Costa para este governar com estabilidade. A possível segunda versão da geringonça é tema que atravessa a maior parte dos jornais diários, a par da crise que se abre no PSD; com Cavaco Silva a criticar Rui Rio.

“António Costa pronto para acordo só com o Bloco de Esquerda”, noticia o Público. A manchete da edição de hoje é uma boa notícia: “Eleições e ‘rating’ voltam a colocar juros abaixo da taxa de Espanha”. A perspectiva de estabilidade contribuem para que a situação se repita pelo segundo dia consecutivo, uma situação que era rara, desde que o Euro foi criado. O Prémio Saramago para Afonso Reis Cabral e o Nobel da Física merecem destaque.

No Diário de Notícias, a imagem dos líderes dos dez partidos. Só BE aceita acordo escrito. O PSD abre porta a entendimentos. Costa reúne hoje com partidos da Esquerda para procurar apoio.

Ainda chamada para a notícia de que Portugal atrasa pagamentos à União Europeia.

No JN “Só o Bloco dá a mão a Costa”. Jornal acrescenta que Cavaco “deixa cair” Rui Rio, Luís Montenegro e Pinto Luz na corrida à liderança do PSD. Morreu Avelino Ferreira Torres, autarca histórico de Marco de Canavezes. Tem chamada também na edição. A notícia principal é que uma equipa especial com duas procuradoras e uma adjunta está a investigar 12 processos no futebol, incluindo emails, jogos e dirigentes.

O i coloca em manchete “Cavaco trama Rio”, dz que Cavaco apoia Maria Luiz Albuquerque e que Pinto Luz vai avançar contra Riu. Sobre o novo Governo, escreve que as reivindicações da Esquerda tornam geringonça 2.0 mais difícil. Ainda chamada para o caso de Tancos, com revelação de emails.

O Correio da Manhã continua a dar manchetes ao caso do homicídio do triatleta. “Se eu morrer a Rosa fica rica”, terá dito Luís Grilo aos amigos. Os militares portugueses voltam a combater em África, na República Centro Africana. Uma missão de rotina acabou num confronto armado. Aqui uma chama menor para António Costa, que tenta geringonça “sem papel”.

O fisco cria via verde para residentes não habituais, para facilitar a vida a cidadãos que venham para Portugal e se dediquem a actividades de alto valor acrescentado, diz a maior do Negócios. Segundo o especializado, passam a ficar isentos do processo de reconhecimento prévio. Em grande também, 24 empresários pedem estabilidade governativa e menos impostos. PS pressiona Bloco e PCP, escreve.

Nos desportivos, a selecção marca presença, mas sem grande destaque nas capas. No jornal A Bola, a maior é para Fernando. “O calvário de Fernando’, dizem as maiores. O reforço brasileiro continua sem estreia à vista. O Record Dá desque ao Benfica. “Os eleitos de Lage”. O treinador, diz o jornal, tem projecto para construir plantel com base no Seixal. O Jogo foi à procura de Zé Luis e encontrou-o dois anos depois na equipa de Cabo Verde. O seleccionador Rui Águas dá conta das diferenças.

Outras Notícias